Informações gerais

Taro

Colocasia esculenta

Taro (Colocasia esculenta), também conhecido como cocoyam e malanga, é uma espécie altamente polimórfica, cultivada nos trópicos e sub-trópicos úmidos. É uma importante lavoura de referência na África Ocidental, Ásia, no Pacífico e nas Américas, especialmente no Caribe.

Esse tubérculo é considerado um dos mais antigos do mundo. Relatos sobre seu uso pelo homem datam de 28000 AP nas Ilhas Salomão. Sua domesticação ocorreu em dois lugares diferentes: no nordeste da Índia e na Nova Guiné. Os austroneseos o espalharam da Nova Guiné para a Polinésia e Micronésia. O taro alcançou a África provavelmente junto com a bana e a batata doce (Dioscorea alata) na era do ferro. A chegada da cultura à América ainda não foi esclarecida. Os portugueses provavelmente levaram a planta do sul da Ásia (ex: do Japão, Filipinas e Vietnã) e os espanhóis a levaram da Ásia para as Américas.

O Genesys dispõe de informações sobre 1.169 acessões. A maioria delas são mantidas no Centre for Pacific Crops and Trees of the Pacific Community (SPC) nas ilhas Fiji.

A produção do taro é limitada por doenças potencialmente devastadoras, tais como a queima de folhas de taro, causada por Phythophtora colocasiae. A produção de novas variedades resistentes a doenças e a conservação de sua diversidade foram identificadas como prioridades de pesquisa para essa cultura.

Nome original
Taro
Acessos no Genesys
Colocasia_esculenta_dsc07801.jpg
Institutos detentores
FJI049
PHL129
ESP172
TWN001
País do instituto detentor
PHL
ESP
TWN
Gêneros mais representados
Colocasia
Espécies mais representadas
Colocasia esculenta
Colocasia escuelenta
Colocasia antiquorum
Listas de descritores recentes