Cassava

Manihot esculenta

A mandioca (Manihot esculenta) é um arbusto perene lenhoso com raízes comestíveis. Ela cresce em regiões tropicais e subtropicais e também é chamada yuca e macaxeira, além de vários outros nomes regionais.

A lavoura tem sido cultivada na América tropical provavelmente por cerca de 10.000 anos. Foi levada para África por comerciantes portugueses no século XVI e depois para a Ásia, da África e das Américas. Hoje ela é produzida em mais de 90 países e provê alimento e renda para mais de 500 milhões de pessoas no mundo em desenvolvimento. Em grandes partes da África subsariana e da América Latina, a mandioca fornece uma fonte importante de energia alimentar.

O Genesys lista mais de 9.000 acessões de mandioca , 75% deles de variedades tradicionais ou raças locais. A maioria das acessões são mantidas como plantas in vitro pelo CIAT na Colômbia, com um número ligeiramente menor no International Institute of Tropical Agriculture - IITA na Nigéria. Ambos os institutos estão usando ativamente os recursos genéticos da mandioca para desenvolver variedades melhoradas.

O IITA é um membro do projeto Nextgen Cassava, que mantém oCassavabase. O banco de dados inclui resultados de experimentos agronômicos. As parcerias de pesquisa do CIAT incluem a Corporación CLAYUCA, que promove o desenvolvimento e disseminação de melhores tecnologias para a produção e processamento da mandioca na América Latina e no Caribe.

A estratégia global de conservação da mandioca (Manihot esculenta) e as espécies Manihot selvagens identifica ações para a conservação e uso eficientes e efetivos da diversidade genética, incluindo: conduzir novas missões de coleta, conservação de materiais, uso de métodos complementares e aumentar a colaboração entre institutos de pesquisa agrícola nacionais e centros internacionais.

Informações gerais

Tamanho das coleções de bancos de germoplasma

Outros nomes aceitáveis

cassava mandioca